Guiné Bissau

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISA (INEP) BIBLIOTECA PÚBLICA

Breve historia

A Biblioteca Pública do INEP (BP-INEP) foi criada (decreto n.º 31/84 de 10 de Novembro) para apoiar a investigação científica nos domínios das ciências sociais, ciências naturais e antropologia. Em resposta às solicitações do público em geral, o INEP decidiu alargar o âmbito da sua biblioteca em termos de público-alvo, abrindo as suas portas ao público em geral – daí a denominação de Biblioteca Pública do INEP.

A sua natureza funcional permitiu-lhe assegurar várias outras funções:
• de Biblioteca Nacional, ao abrigo da lei do Depósito Legal que lhe é atribuída.
• de Biblioteca Pública, por estar aberta ao público em geral.
• de Biblioteca Universitária, por partilhar a mesma área geográfica com a Universidade Lusófona na Guiné, a Faculdade de Direito de Bissau, a Escola Nacional de Medicina, a Escola Nacional de Educação Física e Desportos.

No conflito político-militar de Junho de 1998, a BP-INEP registou uma perda total dos equipamentos e imóveis e de cerca de 35% da sua colecção. Esta perda foi provocada por três situações:
• Uma bomba caiu ao lado da biblioteca, levantou parte de telhado e, como estávamos na época das chuvas, permitiu a entrada das águas directamente para a zona das colecções.
• Durante o conflito, o INEP serviu de base militar às tropas senegalesas. As tropas arrancavam folhas dos livros e documentos para fazer uma fogueira quando preparavam o chá.
• Depois do abandono do local pelas tropas senegalesas, a população também contribuiu para o desmantelamento de alguns «tesouros» e sobretudo, de todas as obras de referência que a biblioteca possuía.

Depois do conflito, a comunidade internacional contribuiu bastante para a recuperação das colecções e dos materiais e equipamentos.

BREVE CARACTERIZAÇÃO

Tipo de utilizadores
A BP-INEP é utilizada por investigadores e consultores nacionais e internacionais, professores universitários, estudantes, alunos e o público em geral.

Fundo documental
A BP-INEP tem, de momento, cerca de 65.000 volumes, sendo que cerca de 99% estão em suporte de papel e os restantes em suporte de CD-ROM. O fundo documental da BP-INEP inclui todos os ramos do saber.

Serviços prestados
Para além do serviço público que é normal para todas as bibliotecas, a BP-INEP presta dois tipos serviços:
• enquadramento de estagiários, por um período máximo de 45 dias.
• serviço de restauro (recuperação de livros), fotocópias e encadernação improvisadas com argolas e capas de cartolinas.

Projectos/Parcerias
Quanto aos projectos, a biblioteca não desenvolve de momento nenhum projecto. Em termos de parcerias, a biblioteca mantém as suas relações de cooperação com a Cooperação Portuguesa (Biblioteca Nacional, IPLB, Fundação Mário Soares, Universidade de Aveiro), a Cooperação Francesa, a Embaixada dos EUA, a Embaixada da Alemanha, a Embaixada da Suécia, Radda Barnen, a UNESCO e a Universidade Carlos III de Madrid.

A biblioteca em números
Em parceria com a Fundação Mário Soares, a BP-INEP conseguiu reunir uma base de dados com cerca de 12.000 referências bibliográficas sobre a Guiné-Bissau, graças ao Projecto «Memória de África». Contudo, o computador que tinha a base geral de todas as referências da biblioteca avariou e todos os registos ficaram destruídos. Mesmo assim, não perdemos os registos da Memória África por termos recebido um CD-ROM de Portugal.

Pessoal da biblioteca
De momento, a biblioteca tem cinco bibliotecários e duas mulheres de limpeza. Entre os bibliotecários, só dois têm diplomas universitários: um com licenciatura em Ciências de Informação Documental, especialização em Bibliotecas, obtida pela Universidade Cheikh Anta Diop de Dakar; um com bacharelato em Biblioteconomia (Director da Biblioteca), obtida pela Universidade Cheikh Anta Diop de Dakar. Os outros três bibliotecários só têm experiências profissionais adquiridas através de seminários e estágios de formação.

NECESSIDADES

Formação
No quadro de apoio à formação, encontra-se em anexo o perfil dos bibliotecários para apreciação das competências de cada um. A BP-INEP pretende, assim, assegurar formação para o seu pessoal em termos de tratamento automatizado e da criação e gestão da biblioteca digital.

Recursos
A existência de uma comunicação melhorada e de intercâmbio entre instituições passa necessariamente pela existência de meios humanos e materiais que possam garantir um serviço de qualidade às instituições. A biblioteca pretende, assim:
• para além do reforço da capacidade dos recursos humanos, necessita reforçar os recursos informáticos, para acompanhar o desenvolvimento das novas tecnologias de informação e comunicação.
• precisa, por isso, de materiais informáticos para poder passar de uma biblioteca manual para uma biblioteca informatizada.
• garantir ainda um serviço de restauro com o objectivo de dar longa vida aos livros e poder oferecer serviços ligados ao restauro.

Serviços
– Serviço de restauro (recuperação dos livros).
– Serviço técnico (tratamento, catalogação, indexação e digitalização).

Outros

1. Reforço do acervo bibliográfico
– Ciências sociais, nomeadamente Direito e Administração.
– Ciências aplicadas, nomeadamente Medicina e Gestão.

Site do Internet Instituto Nacional De Estudos E Pesquisa (INEP)